Meus restaurantes favoritos em San Francisco.

Olá,

Esse página é para falar um pouco sobre os meus restaurantes favoritos em San Francisco, e constantemente será atualizado com a inclusão de novos que irei conhecendo e aprovando ao longo do tempo. 

Espero que você goste das dicas!

Beijos, beijos.

————–

 1. La Mediterranee – (bairro Castro / 288 Noe Street

Desde 1981 em San Francisco, esse restaurante especializado na cozinha do Oriente Médio (Armênia, Líbano) e também Marrocos e Grécia, oferece deliciosos pratos, saladas e sanduíches por um preço bem acessível.

2. Cafe International – (bairro Lower Haight / 508 Haight Street) 

Essa coffee shop de origem latina é um lugar simples, mas bem espaçoso. Nos fundos tem um pequeno jardim e uma pintura linda sobre diferentes cultura. Toda vez que vou lá peço o de sempre “Bagel com cream cheese e avocado”.

3. Dragon Beaux – (bairro Richmond District / 5700 Geary Boulevard) 

Atualmente é o meu preferido em comidas chinesas. Muita variedade e o preço é bem justo pela qualidade e atendimento.

 

4. Revelry – (bairro Hayes Valley) 

Trata-se de um bistro Francês bastante cozy, que oferece um delicioso brunch e jantares da cozinha francesa e internacional.

 

5. Lers Ros – (bairro Hayes Valley)

Se você está procurando por comida da região da Malásia, esse é o lugar , pois e o único que conheço em SF e que mais se aproxima da autêntica comida desse país tão curioso.

P1150790.jpg

 

6. Minas Brasil – (bairro Hayes Valley) 

Saudades da comida brasileira, esse é o lugar que quando estou com preguiça de cozinhar pratos brasileiros em casa, mas quero um “confort food”, vou nele comer os famosos petiscos brasileiros, feijoada, moqueca. Tudo de bom!

Beef tartare.

A primeira vez que comi o beef tartare foi no Ruela, restaurante no bairro de Pinheiros em SP. Fomos jantar lá para celebrar meu aniversário. Confesso, que no dia não gostei e achei que jamais iria comê-lo novamente. Mas o Colin, me convenceu e há uns 5 meses atrás fizemos em casa pela primeira vez, e ontem repetimos. E de fato é muito gostoso e fácil de fazer.

Os principais ingredientes utilizados foram:

  • bife de lombo
  • anchovas
  • gema do ovo
  • mostarda Dijon
  • azeite, salsinha, sal, pimentas e outros condimentos

Servimos com salada verde mista e pão “sourdough”, mas pode ser qualquer tipo de pão também.

Ontem foi dia de Moqueca no jantar.

Olá,

Eu e o Colin, adoramos cozinhar. E ontem ele decidiu “reinventar”a moqueca de peixe. Lembra daquela fusão Brazil/San Francisco que mencionei na minha página inicial? Pois, é ela ocorre o tempo todo na vida da gente e não poderia ser diferente na culinária.

Contando um poVersão 2uco sobre a primeira experiência que o Colin teve com a moqueca, foi na sua primeira viagem ao Brasil, em 2015. Ele foi me visitar, logo após que voltei de San Francisco pela primeira vez. Elaborei um super plano de viagem que incluía, visita à SP, Rio, Ilha Grande e Parati. E foi no Rio que ele degustou a moqueca e olha a cara dele de felicidade na foto abaixo. Pois bem, ficou apaixonado moqueca e decidiu comprar azeite de dendê e algumas pimentas brasileiras no Mercadão Municipal de SP.

Acho que no total, já fizemos esse prato para amigos, pelo menos umas 2 vezes. E no nosso casamento servimos também no jantar com um dos pratos principais.

Bom, mas falando da Moqueca de ontem, a reinvenção do Colin, foi ao invés de utilizar Peixe ou Camarão, ele resolveu fazer com salmão. E acredite ficou uma delícia!

Basicamente os principais ingredientes utilizados foram:

  • Salmão
  • Peixe defumado (tipo sardinha do mercado/marca Trader Joe’s)
  • Pimentas doce (origem california)
  • Azeite de dendê
  • Óleo de Coco
  • Pimenta Jiquitaia Baniwa*
  • Temperos orgânicos em geral

* Origem da Amazônia. Trouxe de São Paulo e comprei no Armazém e restaurante Jacarandá no bairro de Pinheiros.

Caso esteja interessado em saber mais sobre a pimenta jiquitaia, acesse o link abaixo e conheça mais sobre o maravilhoso trabalho que as índias da tribo Baniwa fazem na Amazônia.

Tribo Baniwa

Beijo, beijo.

 

View story at Medium.com